terça-feira, 16 de dezembro de 2008

"Mãe, quero furar as orelhas!"


Pois é, esta conversa começou há já algum tempo... E eu andei a pensar sobre o assunto.
Hoje, num impulso, disse: "Vamos a isto!" E lá fui. Mas antes disso tive uma conversa com ela e expliquei-lhe: "Luísa, vai fazer impressão... É uma maquineta que põem na orelha e que fura, sim? Não vais chorar, pois não?" Que sim, que sabia, que sim que se ia portar bem. Só que o desfecho da história não foi feliz... Ao fim do primeiro furo, as lágrimas escorriam pela cara abaixo e a goela estava aberta num berreiro ensurdecedor. E lá voltámos para casa... e com uma (UMA!!!!!!!!!!!!!!!) orelha furada!
Porque é que fui na conversa? Porque é que me deixei convencer por uma pirralha com 4 anos? Porquê? Porquê? Porquê? Estou consumida pela culpa e pela frustração.
E ela? Está óptima a ver as Winx... como se nada tivesse passado!
Esta coisa de ser mãe é muito complicada de gerir...

4 comentários:

Ana disse...

Delicioso!
E agora o segundo furo?
Bjs

Emma disse...

A minha mãe furou-me as orelhas eu era demasiado pequena!Resultado tenho as orelhas furadas até hoje, e não me lembro de nada, sem lembrança. Sei que andei uns 10 anos sempre com os mesmos brincos: umas estrelinhas pequeninas, nunca os tirava, nem para dormir. Se tivesse que decidir furar, acho que não teria coragem para o fazer.

fr disse...

Tivesse eu visto este post antes e contava-te uma longa espera pelo segundo furo. Tão longa que entretanto o primeiro fechou! O que valeu é que passados alguns meses quis muito, muito, uns brincos cor-de-rosa e aguentou agarrada a mim (estando eu de joelhos no meio da loja e a fazer palhaçadas ridiculas, como só uma mãe faz)dois furos ao mesmo tempo. Foi melhor assim as duas orelhas ao mesmo tempo. E também tem 4 anos e também me deixei convencer por ela :)

Anónimo disse...

Que engraçado. A minha também tem 4anos e já pediu várias vezes para furar as orelhas porque, segundo ela, há brincos lindíssimos. eu já disse que vai doer um bocadinho mas mesmo assim está determinada. Estou para ver o berreiro.